3 de mai de 2015

33 perguntas.

pra dar um pouco de leveza.
direto do blog da juliana.

1. Por que você costumava levar bronca quando criança?
por me sujar, sempre. se fosse hoje em dia, minha mãe seria uma daquelas mães fashionistas que tem blogs/instagram/fan page pra mostrar os looks das filhas. ela vivia enfeitando a gente (eu e minha irmã), vestindo de modo um que combinasse, da cabeça aos pés. quando íamos sair, ela arrumava a gente primeiro. enquanto esperávamos, eu ia brincar e SEMPRE arrumava um jeito de me sujar. quando a coisa envolvia meia-calça então, meu deus. não sei porque ela insistia em por meia-calça em mim. era certeza de joelhos encardidos e/ou rasgos.

2. Qual foi a última vez em que você saiu sem rumo?
não costumo fazer isso, não sei andar sem rumo.

3. Três objetivos para seu futuro:
futuro próximo: dar um jeito no cabelo, voltar pra academia.
futuro distante: terminar a faculdade.

4. O que você encontraria se abrisse a geladeira neste exato momento?
fiz mercado ontem, então está uma coisa linda de se ver. tem frutas, legumes, verduras, resto do almoço, pão integral, queijo, azeitona, gelatina e uma tubaína.

5. Qual tecnologia ocupa mais o seu tempo?
smartphone.

6. Uma coisa usada que você comprou:
em sua maioria, livros.

7. Qual a primeira coisa que você faz ao acordar?
olho o whatsapp.

8. Do que você precisa neste exato momento?
tomar banho.

9. Qual foi a última coisa que você leu, ouviu ou assistiu que te inspirou?
as fotos desse parto domiciliar.

10. Um souvenir que você comprou ou ganhou…
o último: ganhei um lápis de las vegas!

11. O que te deixa estressada?
stress alheio. sou meio esponja emocional.

12. Já morou em outro país além do Brasil?
morei no japão entre 1998 e 2000.

13. Você tem tatuagem?
sim, tenho cinco.

14. Qual foi a última coisa que você pesquisou no Google?
a letra de uma música chamada "long hard times to come".

15. Qual a sua maneira de ser egoísta?
tento de várias formas conseguir o que eu quero (chantagem emocional, argumento válido, beicinho, etc). mas nada patológico, fora do normal.

16. O que demora demais?
ALIEXPRESS!

17. A última vez em que você ficou acordada durante a noite toda…
o mundo pode acabar que eu não perco o sono. nem durante meu trabalho de parto eu deixei de dormir. sempre arrumo um jeito de dormir.

18. Qual comida que todo mundo ama mas que você odeia?
não que eu odeeeeie, mas não acho brigadeiro lá aquelas coisas.

19. O que você está vestindo agora? O que essa roupa diz sobre você?
um vestido preto e branco. primeiro vestido que tenho sem ser pra um casamento/formatura depois dos 10 anos de idade. isso diz muita coisa.

20. Já fez amigos ou se apaixonou por alguém que você conheceu pela internet?
eu me casei com alguém que eu conheci pela internet. começa aí.

22. Qual foi a primeira coisa que você comprou com seu dinheiro?
de mesada: uma pasta e papéis de carta.
de trabalho: um cd do hanson.

23. O que tem na sua prateleira?
não tenho "minha" prateleira. tenho estantes pela casa e que são ocupadas por livros.

24. Como você se acalma depois de um dia estressante?
netflix, sofá, banho, cama.

25. Escreva sobre algo que você quebrou:
sou desastrada. tudo cai da minha mão, e se eu seguro com força, ponho força demais que se despedaça. mas não consigo pensar em nada curioso, só pratos, eletrônicos, coisas clássicas.

26. O que você mais gosta de comer no café da manhã?
café da manhã é a refeição mais sofrível pra mim. ultimamente ando comendo torradas com chá.

27. Como quer que sua vida de aposentada seja?
confortável.

28. O que você leva em consideração ao votar em um partido político?
políticas de costumes e políticas públicas.

29. A religião é um fator importante na sua vida? Por quê?
não. porque eu não me sinto representada, nem amparada e muito menos confortada pela religião.

30. Como está sua casa agora, limpa, suja?
suja e bagunçada (feriado).

31. Você não economiza quando o assunto é:
não gosto de esbanjar. sempre procuro uma alternativa barata e segura. então não tenho dessa de "não vou economizar nisso" porque eu SEMPRE procuro economizar (novamente, nada fora do normal). isso se a pergunta for em relação a dinheiro, né.

32. Você separa o lixo para reciclagem?
sim.

33. Sua sobremesa favorita?
mousse de maracujá, uva ou limão.

2 de mai de 2015

it's been so long.

o que eu sinto é vácuo.
fui no hd externo vasculhar fotos e ver o que andamos fazendo nos últimos meses e a constatação é que nem fotos eu ando tirando muito. uma câmera com lentes que valem mais que minha bicicleta e eu não tiro fotos. no celular, imagens do que o autran come, print screen engraçadinhos pra dividir no whatsapp e autran tirando fotos dele mesmo.

esse ano eu decidi que ia me dedicar a faculdade. dois estágios, matérias que exigem muita leitura e discussão e ~prestar atenção na aula~. não dava pra levar nas coxas. mas tive um mês de aula. duas greves, governo tirando sarro da categoria, escolas e universidades paradas.
o cosmos novamente dizendo que eu não tenho controle mesmo sobre nada.

autran está numa fase delicada. fez 21 meses dias atrás.
pula, roda, corre, finge que bate a cabeça pra ganhar meu colo e afago (com se já não tivesse).
fala pouco. grita muito. come pouco. mama muito.
responde "não" pra tudo.
sai correndo quando vê que estamos atrás dele.
adora tirar toda a roupa - fralda, inclusive - pra tentar por de volta.
ele escovando os dentes é a coisa mais fofa desse mundo.
ele escovando os cabelos é a coisa mais fofa desse mundo.

luana está a cada dia ganhando um troféu maior de "adolescente realness".
vive com sono. vive com fome. vive falando pelos cotovelos.
vai da menina bonitinha queridinha pra monstrinho mau-humorado em 5 segundos.
esses dias passou o dia inteiro numa maratona de once upon a time. e depois queria me contar tudo.
drama queen.
pinta os cabelos de azul. mas essa é a única contestação.
de rebelde somente os hormônios, mas disso ela não tem controle.
vejo nela tanta ansiedade e ao mesmo tempo tanto frescor.

ainda me vejo equilibrando entre os dois.
não vejo muita diferença do texto anterior e, veja, já fazem dois meses.
como disse, vácuo.

***

fiz uma tatuagem em homenagem ao meu pai.
a decisão foi no dia do velório dele.

ele sempre fez piada das tatuagens, alargadores e piercings. dizia brincando que ia fazer também.
pensei em nada melhor que uma tinta no couro pra celebrar a vida que ele teve.

o desenho é um barco.
no catálogo oldschool, barco significa aventura. e bem, isso que a vida com meu pai foi, uma aventura.
mudanças drásticas, viagens insanas, sem medo do desconhecido com a mala, cuia e três filhas a tiracolo.
no catálogo amanda-de-ser, barco significa uma paixão do papai. e uma piada interna da família.
minha irmã disse que ele não ia poder ensinar pros netos o que é "bombordo" e "estibordo". coisa que ele tentou a vida inteira ensinar pra gente e a gente confundia.
meu pai foi escoteiro, adorava acampar, pescar. sabia nós e tudo mais.
decidi fazer um barco pra nunca mais esquecer que estibordo é o lado direito da embarcação em relação a proa - a frente do barco. e o bombordo é o oposto, o lado esquerdo.

a frase é "the stars will be your eyes and the wind will be your hand".
achei que combina com o desenho. quem olha de longe até consegue conectar.
o barco é um veleiro, que funciona com a força do vento. estrelas e navegação tem uma história romântica.
"as estrelas serão seus olhos e o vento será a sua mão". perfeito.

a frase foi tirada de uma música chamada far from any road, da banda the handsome family.
fiz uma pequena mudança na frase pra fazer mais sentido no contexto da minha tatuagem.
ainda assim, ao pensar no combo papai, veleiros, estrelas, a música, a frase, e o momento soturno em que tudo isso veio a tona, pra mim é uma ilustração perfeita.


acho que ele ia gostar.