29 de mai de 2009

curitiba te amo lá fora.

os meus melhores momentos de turista são aqueles em que eu fico de molho no sofá da casa do anfitrião, lendo os livros do pai dele, ou fico tomando chá no meio da madrugada tendo conversas produtivas, ou almoçando em família num sábado, ou empestiando a cozinha com gordura fritando tempurás e onion rings em horários impróprios, ou cantando e rodando na sala ao som de músicas japonesas.

os melhores momentos são as balinhas de goma em silêncio no shopping, e depois rir dos emos. a padaria de chão escorregadio. o tombo dentro do ônibus. os tropeços.
as caronas na noite fria ao som de spice girls, e ninguem mandando eu descer do carro quando dizia incansavelmente que "musica animada é da madonna, gente!".

e aqueles flashes que não me sairão da mente jamais, tipo a hora em que tocou lambada e todo mundo desceu do carro para dançar e ... EPA! tem gente no parque.
tipo o cigarrinho cheio de cumplicidade e confissões aos pés do museu, tremendo de frio.

o melhor souvenir é o esqueminha de ônibus para voltar pra casa, e a foto tirada no caminho da placa "hoje tem maísa".


ir a curitiba andava me tirando o sono.
preciso aprender a ser mais relaxada, mas esses três dias passaram como se não fosse nada, e foi tudo tranquilo até demais.

, obrigada pelo colchão de ar e o edredon amarelo. pela hospitalidade impagável e pelas risadas. pelos chás e conversas, por acordar cedo sem necessidade. por me acompanhar no número 10 e nas 3 copadas de chá gelado no burguer king.
rafa, obrigada pela companhia, pelos passeios e pela disposição.
remom, obrigada pelas caronas, pelas playlists, pela dica do pão de queijo com queijo e pela nova amizade.
elô, meu xuxu, obrigada por dividir a dor de errar questões ridiculas, a discussão pós-concurso, o sono no ônibus e os doritos sweet-pepper sweet-chili.


unforgettable.