16 de jun de 2013

¡hasta la victoria siempre! rs

há dois meses eu estava entrando em um colapso nervoso.
sem brincadeira.

passava o dia inteiro segurando o choro. querendo me trancar no quarto e dormir até meu bebê nascer. jogar tudo pra cima: obrigações da faculdade, principalmente. estive a beira de trancar as matérias e ficar em casa alisando o barrigão e preparando tudo para a chegada do autran. calma, serena, como deveria ser.
mas não. ao contrário, eu fiz um esquema de horários e prazos e, se obedecesse a tabela, teria tempo pra tudo. mesmo com 6 horas de sono por dia. era aquela coisa militar, sem chance pra imprevistos. nunca tive isso na vida antes.

claro que algumas coisas desandaram. como assim sem imprevistos? eu sou gestante no último trimestre! minha vida está girando em torno de imprevistos.
então muita coisa foi feita nas coxas. dei prioridade ao estágio, faltei muitas aulas, contei com a compreensão de professores que entendiam ainda mais minha expressão de "preciso de férias" quando viam o barrigão subindo as escadas.
não entreguei todos os trabalhos. colei em provas. não li textos. fiz seminários porcos. fui menos colaborativa do que costumo ser quando as coisas eram em grupo.
mas tenho a consciência de que fiz o que me foi humanamente possível.

estou a duas semanas do final de tudo e olho pra trás com uma ponta de orgulho por não ter sucumbido.
mas eu ainda não canto vitória. como disse, tenho mais duas semanas de choro engolido, tremedinhas no canto do olho e noites mal dormidas.

e a parte ruim de tudo isso foi uma bela de uma pressão alta.
em gestantes, isso é perigoso.
estou sendo medicada e monitorada.
falaria em repouso, se fosse possível.