19 de set de 2013

o porquê da mãe de um bebê (quase) nunca chegar na hora.

pra sair com um bebê, por mais breve e perto que vá ser a saída, pede pelo menos uma bolsinha com os itens básicos: fraldas extras, uma troca de roupa, pano de boca, algodão e água (no meu caso, não uso lenço umedecido). se frio, levo uma mantinha, se for demorar mais que 5 minutos, levo o sling.
pra não ficar toda atrapalhada, jogo minha carteira e celular na bolsa do bebê.

bolsa pronta, agora aprontar bebê.
afinal ele tem que estar limpinho, cheirosinho, lindinho nhóóóó quando vai sair, né. bebê azedinho só dentro de casa, por favor. dependendo do clima, não dou banho, mas passo pano com água morna, troco de roupa, penteio o "cabelo", passo perfuminho (só na roupa).
bolsa pronta, bebê pronto, agora é minha vez.
saio correndo arrancando calça do varal, pego blusa na roupa sem passar e cardigan na cabideira. levo mais tempo calçando o tênis do que colocando a roupa. escovo os dentes, arrumo o cabelo (leia-se solta e amarra de novo) e passo body splash, porque não tou usando perfume (por enquanto).

prendo bebê no bebê-conforto, coloco no carro, prendo o cinto de segurança.

agora podemos sair de casa.

(sinta-se sortuda se você não ser presenteada com aquelas cagadas que sujam até o suvaco do bebê assim que abre a porta da frente)