30 de jul de 2014

fraldas de pano modernas - as perguntas que eu mais ouço (parte final)

a última parte não será em forma de questões.
as dúvidas mais frequentes já foram postas. o que vem agora são algumas observações.


» autran usou a primeira fralda de pano com menos de um mês de vida. vazou tudo no primeiro minuto.
levei um tempinho pra me acertar com os ajustes. tinha medo de apertar demais, de machucar. mas depois percebi que tem que ser bem ajustada, ficar bem grudadas ao corpo.
ou seja: não desanime com as primeiras vazadas!
pesquise, converse com quem usa, veja videos, fotos de bebês usando. tudo ajuda, principalmente a persistência.


» comprei duas fraldas enquanto estava grávida para testar. quando vi a maravilha que era, fui comprando aos poucos. então, o autran não foi 100% fralda de pano desde o início. alternei com descartável até, mais ou menos, o quarto mês. que foi quando meu estoque atingiu um número seguro de fraldas. ainda mantenho um pacote de descartável reserva pra quando chove demais, pra quando alguma coisa acontece e há mais fraldas sujas que limpas, etc. porém ele costumar durar meses. cheguei a doar descartáveis M pq o autran não usou.


» quem usa fralda de pano sabe, mas é um fato desconhecido pra quem não: o uso de pomadas pra assadura é proibido. a gordura gruda nas fibras, deixando-as impermeáveis. pomada é difícil de tirar e pode danificar o tecido.
e daí vem a pergunta: mas e quando assa?
o primeiro lance é que raramente vai assar. os tecidos permitem que a pele respire, a sensação sempre seca não deixa o xixi em contato com a pele e não há química em constante contato com a pele sensível.
no entanto, se assar, existe um pozinho mágico chamado "amido de milho", também conhecido como "maizena".
em um ano de fraldas de pano, autran nunca assou.

» aqui em casa eu não tenho trocador. não tive com a luana e não vi necessidade de ter com o autran. isso é escolha pessoal. moro numa casa de dois andares, no andar de baixo (onde passamos a maior parte do tempo), troco fraldas em cima do sofá ou em cima de uma mesa sem uso definido. no andar de cima, troco em cima da cama. as fraldas ficam no andar de baixo, num lugar bem inusitado.

isso menos, a estante da sala


» por esse motivo, não tenho toda aquela parafernália do trocador.


#1 - as fraldas diurnas.
#2 - as fraldas noturnas.
#3 - lencinhos reutilizáveis ➝ são pedacinhos mais ou menos do tamanho de lenços umedecidos descartáveis feitos com uma camiseta velha. o bom é que da pra jogar direto na q-boa que ficam branquinhos e secam super rápido. o ruim é que a vida útil deles é risível (depois de um tempo eles praticamente esfarelam). seu uso é tão versátil quanto o lenço umedecido de pacotinho.
#4 - spray umedecedor ➝ é o que eu uso pra umedecer os lenços. o líquido dentro desse borrifador é trocado com frequência, e é composto apenas de água fervida e uns talinhos de cravo (um antifúngico natural). eu simplesmente borrifo água no paninho ou borrifo diretamente onde será limpo.


um adendo sobre o item #3 e #4: não me adaptei bem ao algodão e preferi usar os paninhos. porém eles não são tão práticos fora de casa. testei os lenços compactos e amei. é uma disquinho de nada que, ao adicionar água, se transforma numa toalhinha ótima pra limpar cocozão. e o melhor de tudo: é biodegradável!

#5 - liners biodegradáveis
#6 - liners reutilizáveis ➝ foi minha tentativa de improvisar. não deu muito certo. não fiz a bordinha das toalhinhas e elas desfiaram loucamente. e lógico, diminuíram de tamanho. hoje uso esses paninhos pra limpar joelho sujo, caqueira de comida, mão imunda e demais cracas.

também tenho um borrifador específico pra acetona, para usar na rua, mas geralmente taco o borrifador grande na bolsa mesmo.


» fralda de pano é muito mais volumosa, então não se assuste do bebê ter que usar um número maior da roupa recomendada pra idade dele. e aquele volume não fará mal ao desenvolvimento da bacia e perninhas dele, fique tranquila.


---

eu entendo e respeito que fralda de pano não é pra qualquer um. elas se ajustaram ao meu estilo de vida e me trouxeram inúmeros benefícios. cada família é livre para fazer suas escolhas, eu apenas divulgo as minhas e mostro que não é um bicho de sete cabeças, não sou escava do tanque e não me toma o tempo que imaginam (acho mais porre lavar tênis e pano de prato que lavar fraldas).
sobre as fraldas de pano - e qualquer outro assunto nessa vida - é interessante ler sobre o assunto, entender seu funcionamento e apresentar para quem demonstra interesse.

para qualquer outra dúvida que surgir ou se de repente fralda de pano pareceu irresistível, é só me escrever ^^

e agora, fiquem aí com essa delícia chamada: autran hahahha








(parte II)

22 de jul de 2014

fraldas de pano modernas - as perguntas que eu mais ouço (parte II)

depois de uma pausa merecida (férias!), vamos a segunda parte do post sobre as fraldas de pano.
e sem muitas delongas, porque novamente tem muita coisa pra falar!


elas não dão trabalho?
não muito. as fraldas são uma maquinada extra, uma pilha a mais pra lavar. e por lavar, entenda colocar na máquina, ligar, esperar, estender, recolher. entra tranquilamente na rotina de lavagem de roupa aqui em casa.
o que dá um trabalhinho é montar as fraldas, pois eu deixo os absorventes já dentro das capas, prontas para o uso. mas veja, faço isso enquanto assisto TV.
tem mulher que prefere montar na hora.


mas... e o cocô??
o cocô dá mais trabalho quando é do bebê que mama exclusivo. como eles grudam, são pastosos e fazem aquela meleira, o lance é pré-lavar mesmo. tacar debaixo da torneira e dar uma leve esfregada pra tirar o excesso. mas veja, os tecidos internos das fraldas de pano são aqueles que não absorvem nada, um jato de água forte e boa parte da nhaca vai pelo ralo.
há também, para facilitar a vida, os liners, que são "folhas" que se coloca entre a fralda e o bumbum do bebê. objetivo é justamente segurar os sólidos (ou "pasta" hahah) pra não sujar demais as fraldas. os liners podem ser de duas formas: biodegradáveis ou reutilizáveis.
os biodegradáveis são de alguma fibra natural (já vi de milho e bambu) que pode ser jogada na patente e dar descarga (eles dissolvem na água). compra-se rolinhos de 100 folhas em lojas de produtos para fraldas de pano.
os reutilizáveis, como o próprio nome sugere, é de tecido. daí você pode escolher e fazer sozinha, geralmente usam poliéster ou pegam um tecido fraldado mesmo (aqueles de fazer paninho de boca) e cortam na medida. daí eles da pra ferver, bater loucamente na máquina, etc.
é só escolher o que lhe serve melhor. eu usei muito pouco liner, o autran nunca foi muito cagão (hahah).

quando o bebê estiver comendo mais que mamando, a pasta vai embora e a coisa fica mais fácil. da pra jogar os sólidos direto na privada e dar descarga e o que fica na fralda é quase nada. mas se quiser continuar usando liner, à vontade.


aí, ó... da trabalho sim!
não vou dizer que agradável esfregar fralda. e a gente enfia a mão na merda de qualquer jeito, com fralda de pano ou descartável, afinal toda mãe é fartamente presenteada com aquelas cagadas que sujam até o pescoço da criança.


e como você lava?
primeiro preciso lembrar de duas coisas:
- é legal as fraldas terem um balde próprio para seu armazenamento.
- existem vários métodos de lidar com as fraldas. o que eu vou descrever foi o que mais se adaptou à minha rotina.

deixo acumular fraldas por dois ou três dias, em um balde na lavanderia. o ideal é um balde fechado, mas o meu é aberto mesmo, pois a lavanderia é ventilada.
separo as fraldas de xixi e as de cocô. as de xixi eu tiro o absorvente de dentro e jogo capa e absorvente na máquina. as de cocô eu vou tirar o excesso e depois junto com as de xixi na máquina. tudo junto, dou um pré-enxágue pra tirar excessos. depois, adiciono algum produto para lavar e dou um ciclo completo com enxágue extra.
ou seja, no total, a máquina enche três vezes. como o nível da água é médio, não demora muito.
tem gente que prefere lavar as fraldas pré-enxaguadas com a roupa da criança, e assim lavar tudo de uma vez. eu prefiro lavar separado.

os produtos para lavar merecem atenção.
as fraldas de pano não podem ser lavadas com sabão em excesso! especialmente aqueles que fazem muita espuma e deixam um cheiro maravilhoso nas roupas. quanto menos química grudadas nas fibras, melhor. o ideal é lavar somente com água, mas ninguém aguentaria o futum.
novamente, há vários modos de lavar as fraldas. há quem use sabão de coco, vinagre, óleo de malaleuca, alvejante (não recomendado), desinfetante... eu prefiro usar esses aqui:


essa redinha aí é onde coloco as fraldas com velcro pra não ficar tudo grudado hah

sim, detergente neutro é ótimo! não faz muita espuma e tira o mau cheiro.
sim, bicarbonato de sódio é ótimo! especialmente pra tirar manchas.
sim, vanish é ótimo, mas não uso em toda lavagem. além de caro, tem todo aquele lance da química e tal.
a quantidade não passa de uma tampinha de garrafa pet por nível médio de água. ou seja, é um TIQUINHO mesmo.
amaciante é expressamente proibido.
quem tem neura com roupa branquinha e cheirosinha vai sofrer um pouco até desapegar. as fraldas ficam com cheiro de sol e mancha é apenas uma mancha.


mas e quando você sai de casa, como faz com as fraldas usadas?
tem as pessoas que preferem usar descartáveis quando saem. mas há os que usam fraldas de pano mesmo na rua.
na segunda opção, não tem segredo. há os sacos impermeáveis, ótimos pra roupa suja e fralda usada.


ele pode ser lavado junto com as fraldas ou as roupas do bebê, como é impermeável, não deixa cheiro na bolsa. é uma mão na roda. o meu tem dois bolsos, geralmente coloco a fralda limpa, dobradinha, do bolso pequeno e a fralda usada no bolso grande.
mas pode acontecer de a gente esquecer o saco e acabar se deparando com uma fralda suja nas mãos. muitas bolsas de bebê já vem com um compartimento interno, com zíper e tudo. guarda ali e tira assim que chegar em casa (mas só em caso de emergência: fica cheiro de xixi (sai com o sol). ou basta improvisar: já andei com fralda cagada dentro de sacolinha de mercado na bolsa.


vem cá, tem mais produtos específicos?
o liner é completamente opcional. o saco impermeável, idem.
mas ambos facilitam MUITO e tem sua utilidade.


---

fim da segunda parte.
em breve, a terceira e última ^^

(parte I | parte III)

2 de jul de 2014

fraldas de pano modernas - as perguntas que eu mais ouço (parte I)

a primeira vez que ouvi falar de fraldas de pano foi nesse blog.
achava a coisa mais linda os filhos mais novos do casal usar fraldas coloridas, gritando estilo e preocupação com o meio-ambiente. até então, as únicas fraldas de pano que tinha conhecimento eram as que minha mãe usou na minha irmã mais nova: aquelas famosas fraldas de algodão que tinham que ser lavadas cuidadosamente, fervidas, passadas, dobradas, as calças plásticas que estouravam o botão com o tempo, os alfinetes, as assaduras e o trabalhão que dava.
achei fantástica a notícia de que haviam fraldas de pano modernas, adaptadas para os dias de hoje, mas foi um baldão de água fria quando vi como a mãe desse blog lidava com elas: não via aquilo dentro da minha rotina, jamais. todos aqueles utensílios, coisas que nunca havia visto na vida ("soap nuts"??) e toda uma engenharia que não visualizava funcionando comigo.

daí eu engravidei.
daí eu quis porque quis usar fraldas de pano também.

também quis um filho com um bundão colorido gritando estilo e preocupação com o meio-ambiente.
ainda mais depois de ver que várias famílias pelo brasil eram adeptas às fraldas de pano modernas.
e quanto mais eu pesquisava sobre o assunto, mais encantada eu ficava. depois de um tempo, não era só questão de estilo e meio-ambiente, era paixão.
bem que me avisaram: fralda de pano vicia.

nesses 11 meses, tive a oportunidade de conhecer muita gente que vende e usa fraldas de pano, e mais gratificante é poder ajudar mães que estão entrando nesse mundo cheio de nomes estranhos, siglas, regrinhas. o mar de dúvidas é desanimador.
por esse motivo, resolvi fazer um FAQ também, um pequeno manual para iniciantes, respostas automáticas para as perguntas de sempre, uma entrevista comigo mesma, o que você quiser chamar.
quero trazer a fralda de pano pra minha realidade.
além de mostrar que não sou escrava do tanque, que fralda de pano moderna tem o "moderna" por vários motivos. e um deles é a praticidade :)

bom, então senta aí bem confortável, que lá-vem-mais-um-post-gigante.


por quê?
como dito anteriormente, a primeira coisa que me chamou atenção nas fraldas de pano foi a lindeza delas. é isso mesmo, me julguem. achei a coisa mais mimosa do mundo. calcinha/cuequinha por cima da fralda descartável não é a mesma coisa. eu queria um bebê com um bumbunzão estampado, colorido, diferente.
em segundo lugar, se formos pensar com consciência, é realmente preocupante o tempo que uma fralda descartável demora pra se decompor na natureza (em média, 600 anos). fora a contaminação pelas fezes e urina, já que as fraldas são consideradas lixo orgânico (ou lixo "molhado") caseiro e vão para lixões ou aterros. se formos fazer um cálculo por cima, um bebê que use 5 fraldas por dia, ao final de dois anos - que é quando, geralmente, acontece o desfralde - ele terá usado 3.600 fraldas. agora multiplica isso pelo tanto de bebê que deve ter na sua cidade. assustador.
pegando a carona das 3.600 fraldas até o desfralde, vamos por aí 1.800 por ano. cada pacotão de fralda descartável vem umas 30 fraldas (depende do tamanho, ou vem mais, ou vem menos) e custa, chutando aí, uns R$ 20,00 numa promoção bacana, então cada fralda sai por R$ 0,66. vamos arredondar pra R$ 0,70. no final de um ano, você gastou R$ 1.260,00 em fralda descartável. e olha que a conta foi de uma marca mediana... a gente sabe que tem pacote aí custando bem mais que isso.

esses foram os três pilares que me fizeram decidir pelas fraldas de pano.
fora esses, tem as vantagens delas prevenirem assaduras, serem livres de química e serem agradáveis com a pele sensível do bebê.

quanto custa essas fralda aí, então?
pra ter um estoque funcional, recomenda-se ter o número de fraldas que seu bebê usa mais 50%. eu acho pouco, muito pouco. mesmo lavando diariamente. e quando chove? e quando a vida vira um caos e não rola lavar? e quando o bebê tá com piriri e acontece mais trocas? tem que pensar nisso. acho que um estoque bacana seria ter umas 20 fraldas.
cada fralda de pano custa, em média, R$ 30,00 (as chinesinhas de tamanho único, já explico sobre elas). então no final você gastaria R$ 600,00 de fraldas pro seu filho - que vão do nascimento ao desfralde. diferença bem grandinha, né?

explica essa "chinesinha de tamanho único" aí...
a maioria das minhas fraldas são desse tipo: chinesas, tamanho único. sim, fabricadas na china; como diz numa das etiquetas: "made in china with love". elas são importadas e revendidas por mães empreendedoras e/ou que querem adquirir uma renda extra. quase 99% das lojinhas estão no facebook. por isso que se você for no google e procurar pelas fraldas ecológicas, vai encontrar marcas e modelos diferentes das que eu tenho. o mercado nacional de fraldas de pano é muito interessante e diversificado. porém, por afinidade, eu preferi as chinesas. posso até explicar pra quem está decidindo sobre qual tipo de fralda usar (sim, há vários tipos) os motivos, mas privado. aqui eu me alongaria demais.
o tamanho é único porque ela é ajustável. serve pra bebezinho bububu a criança praticamente desfraldada.


que marca e modelo/tipo você usa?
os modelo/tipo são pocket, e como o próprio nome diz, vem com um bolso interno onde se coloca um absorvente. geralmente, cada fralda vem acompanhada de seu próprio absorvente, mas se você quiser usar outra coisa no lugar, pode ficar a vontade. tem mães que fazem os próprios absorventes com tecidos que gente que costura conhece bem. como sou leiga no assunto, me atenho aos de fábrica. as marcas chinesas que tenho são babyland, ananbaby, sunny baby e oyko kids. também tenho um outro modelo que não sei como se chama, é de fabricação nacional, da fralda bonita. é toda de algodão e o absorvente é costurado. por isso chamo dela de "nacional".
aqui tem três exemplos das fraldas diurnas do autran:


fechadinhas...

... abertinhas!

na segunda foto, dá pra perceber bem qual é o absorvente que vem na fralda. os outros são a famosa fralda cremer velha de guerra, que os antigos usavam no bumbum e que hoje a gente faz biquinho de crochê e usa pra limpar boca, vômito e cacas em geral. essas cremer ainda funcionam bem como absorvente adicional.
a fralda xadrezinha é a nacional. eu só coloco uma cremer a mais pra garantir que não vai encharcar.

aiai agora tá complicando... como assim "diurna"? tem noturna??
tem e não tem. eu falo diurna porque durante o dia rolam mais trocas então não é reforçado como as noturnas. mas calma, pelo menos as minhas noturnas não mudam muito.
olha elas aqui:


fechadinhas...

... abertinhas!

da pra ver que tem um absorvente diferente ali, né? aquele é um absorvente de fibra de bambu, um mega absorvente. até os 5 meses o autran usava só um daquele durante a noite inteira. ah, sim, nunca troquei fralda a noite.
as outras duas fraldas abertas são dois absorventes diurnos juntos, e uma cremer estampadinha (com biquinho, óun) com um absorvente comum.
todos os absorventes que vem nas fraldas são de 3 camadas de microfibra.

nunca trocou fralda a noite? não assa? não vaza?
não, não e não.
as fraldas que eu compro são feitas com dois tipos de tecidos: o interno e o externo. o externo eu sempre compro impermeável, esses tecidos estampados e coloridos são de "pul", parece plástico e é um pouco elástico. o interno é de microfleece ou suedine. ambos permitem a pele respirar, pois não absorvem umidade. por isso, a sensação do bebê é de pele sempre seca. por isso que não assa.


esse monte de tecido não esquenta não?
como já dito, a pele respira com o microfleece e o suedine. se esquentasse, incomodaria, se incomodasse, o autran iria reclamar :)


--

percebi que o post está ficando muito mais que gigante, e por isso vou separá-lo.
aqui finda a primeira parte.
logo eu mostro os produtos que deve-se usar com fraldas de pano, minha rotina de lavagem, etc.

(parte II)