25 de nov de 2011

o dia que a adulta em mim deu espaço pra adolescente que há em mim.


EU FUI.
é o que eu consigo dizer, "eu fui", seguido de um sorriso e um suspiro pra segurar o choro. muita gente riu da minha cara, tirou um sarrinho, cantou mmmbop, comentou algo no estilo nossa nem sabia que eles ainda existiam.
sim, eles ainda existem. estão no sexto cd. o último lançado em 2010.
estão lindos, firmes e fortes.

quando eu fiquei sabendo, pelo facebook, que eles fariam 2 shows no brasil em novembro, a minha primeira reação foi pensar: "poxa, vou perder eles de novo..."
mas, veja bem, eu ~trabalho estudando~, recebo bolsa de estudos, me dedico, sou fã do hanson desde 1997. EU MEREÇO IR, simples assim.
e fui.

fui lá enfrentar 10 horas de ônibus até curitiba, e de lá, pegar uma van e enfrentar mais 6 horas até são paulo. em são paulo, enfrentar mais 5 horas numa fila.

- aliás, essa fila merece comentários: quando eles estouraram, tinham entre 11 e 16 anos. eu tinha 12. hoje eles estão casados e com filhos. eu também. cresci junto com o hanson. e eu imaginei que iria encontrar só gente assim no show - mulheres balzaquianas, mostrando a fotos do filhos batizados de taylor e zachary. mas não. tinha desde essas mulheres que eu citei a adolescentes de 13 anos junto com a mãe. ou porque não podiam entrar desacompanhadas ou porque as mães eram fãs de hanson e as filhas herdaram a paixão. famílias juntas (pai, mãe, filhos), homens, casais de namorados, mocinhas no auge dos 22 anos toda trabalhada no visual gótico.

fui lá passar o frio na barriga de quase ser impedida de entrar, porque comprei meia-entrada e levei a declaração de matrícula como comprovante e o moço da portaria não conhecia a minha universidade e pensou que era particular e queria ver o "boleto da mensalidade".
mas entrei. esperei vários minutos espremida entre meninas reclamando do calor e da demora. e em momento algum eu sentia AQUELA ansiedade.
as luzes acenderam, eles entraram, começaram os primeiros acordes de "waiting for this". eu pulei, gritei, cantei loucamente. porque a letra fala disso mesmo, "all of this time, i know that you've been waiting for this"...

na quarta canção (uma que eu nem gosto muito, do primeiro cd), a ficha caiu.
eu não conseguia me mover, eu só olhava pro palco e pensava, "PUTA MERDA, eles estão ali...". e foi aquele flash-back dos 12 anos, das tardes ouvindo a fitinha k7 que eu gravei do cd de uma amiga, de fazer plantão na mtv pra ver o lançamento de clipe novo, do mergulho em dicionários de inglês pra entender que diabos eles estavam cantando, da magra mesada gasta quase que exclusivamente com revistas e posters.
e eu chorei.

eu nunca tinha chorado por ídolos antes, mas aconteceu.
fiquei parada, olhando pro palco por umas três músicas seguidas. só chorando e balbuciando a letra.
é uma emoção que até agora eu não consegui por em palavras.
afinal, foram quase 15 anos de espera.

o show continuou lindo, e eu me apaixonando cada vez mais. a maturidade musical, o quanto eles são bons, atenciosos, com presença de palco e profissionais. quilos de fotos e vídeos, gente desmaiando e eu sendo empurrada pra frente. quando dei por mim, estava na terceira fila, a poucos metros do nariz deles. a parte ruim é que eu não tinha liberdade de movimento nenhum: era empurrada pra frente, pros lados, pra onde a multidão queria. foi lindo, só consigo dizer isso. foi lindo.

quando acabou, novamente encarar 6 horas de estada até curitiba, e mais 10 horas até palotina. chegar em casa, abraçar o marido, beijar a filha. e jamais esquecer que no dia 6 de novembro de 2011, a adolescente que - ainda - vive em mim ganhou o melhor presente que alguém poderia dar.


ps - quero agradecer imensamente a rafaela: pela companhia, pelo abrigo, pelo almoço, pela amizade, por compartilhar a paixão ♥ TeamHanson ;D